MP recua de bloqueio de contas do prefeito Emanuel Pinheiro

Prefeito Emanuel Pinheiro

O Ministério Público Estadual (MPE) recuou do pedido formulado numa ação civil pública que tramita na Vara Especializada em Ações Coletivas de Mato Grosso para bloquear R$ 16 milhões nas contas e bens do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB).

No dia 27 de outubro o juiz Bruno D’Oliveira Marques acolheu parcialmente os pedidos e decretou o afastamento de Pinheiro por 90 dias do cargo, mas notificou o MPE com prazo de cinco dias para que fizesse uma emenda na peça inicial no tocante à solicitação de bloqueio de bens. Agora, em nova petição juntada ao processo na última quinta-feira (4) o Ministério Público desistiu do pedido por não conseguir provar que Emanuel esteja dilapidando seu patrimônio

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Publicações Relacionadas

De volta ao Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT) após quatro anos e 10 meses de afastamento, o conselheiro Sérgio Ricardo fez questão de…