Conselho do Ministério Público demite procurador por assédio moral

Procurador-geral da República, Augusto Aras

Nesta terça-feira (03.11), o Conselho Superior do Ministério Público Federal aprovou a imposição de sanções disciplinares a dois membros da instituição, aos quais foram atribuídos falta de urbanidade e de decoro pessoal no exercício do cargo.

Também foi aprovada a abertura de Processo Administrativo Disciplinar (PAD) contra um procurador da República. No caso mais grave, acusado de praticar assédio moral contra servidores, os conselheiros aprovaram a aplicação da pena de demissão ao procurador regional da República, Synval Tozzini, lotado na Procuradoria Regional da República da 3ª Região.

Mais informações AQUI 

 

Compartilhe

Publicações Relacionadas

De volta ao Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT) após quatro anos e 10 meses de afastamento, o conselheiro Sérgio Ricardo fez questão de…