Juíza da 4ª Vara Cível de Várzea Grande, Silvia Renata Anffe Souza, nega indenização à família de pai e filho que vieram a óbito na BR-364

image

Resultado de imagem para Silvia Renata Anffe Souza juiza

Pai e filho vinham de uma festa na cidade de Jangada-MT conduzindo uma motocicleta, quando, parados no acostamento da rodovia, foram atingidos por um ônibus da empresa Transportes Satélite, levando-os ao falecimento. O caso aconteceu em 2009. Diante de tais fatos, após expor suas razões, a família requereu a condenação da responsável ao pagamento de dano moral no importe de R$ 165.500,00 e pensão vitalícia no importe de R$ 60.916,66 e R$ 121.833,33.

A requerida sustentou a tese jurídica de culpa da vítima pelo fato ocorrido, por não haver sinalização no local, iluminação e meio fio, de modo que não pôde evitar a colisão, argumentou, ainda, que o condutor não estava apto para dirigir, pois se encontrava em estado de embriaguez, bem como com sua carteira de habilitação vencida.

O processo segue em trâmite na 4º Vara Cível de Várzea Grande.

Compartilhe

Publicações Relacionadas

De volta ao Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT) após quatro anos e 10 meses de afastamento, o conselheiro Sérgio Ricardo fez questão de…